quinta-feira, 21 de outubro de 2010

.

'Onde estão os meus amigos?
Remotas memórias. Saltitam, pululam.
Cheiros, odores, miragens.
O café.
O sorriso. 'Olá como está!'
E outras encenações
A novidade. 'A vizinha do 3º fugiu, amanhã vem no jornal!'

Ai... a imperial da Munique. Os destemidos tremoços.
Moços, maçons. Canalha, navalha.
Pensa coração.
Amigos onde estais?

A sueca com minis à mistura.
O relato da bola. A malha, copo de 3.
A feira do relógio. O relógio da feira.
Sandes de couratos, vinhos de Torres.
Jogging de Marvila.

Domingo... Especialmente domingo.
Barbeados. Dentes lavados e martinis no plástico labrego.
Alumínio. Moderno. Kitch. Mau gosto.
Doze cordas, mãozinhas. Salteadores da razão perdida.
Perdidos, enjaulados.
Correio da manhã. O cú da vizinha do 9ºB,
Regalo para a vista. Suplemento a cores com salários em atraso.

E a Lisnave. Petroquímica.
Cancros do meu Tejo, apodrecendo lentamente o azul das águas.
E eu impotente. Cinemascope.
Trinta e cinco milímetros de mim.
A raiva afogada entre cubaslibres e pernas de mulheres,
Que não são putas nem são falsas nem são nada.
São pernas de mulheres e cubaslibres simplesmente.

Paga-se a saudade com cartão de crédito.

Táxi,
Leva-me para onde está o meu amor.
Táxi,
Leva-me para lá de mim.
Táxi,
Atropela-me os sentidos e a alma para não deixar vestígios.'

8 comentários:

  1. Eu adoro a forma como escreves. Adiciona-me: isabelascifre@hotmail.com :)

    ResponderEliminar
  2. Infelizmente, não te se tem este destino para um taxista, a menos que ele seja sabio e te combre pelo conselho que o nosso melhor amor seria aquele que usamos em nos mesmos....

    E bom texto.

    Fique com Deus, menino L. Malloy.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  3. A viagem de volta à felicidade, ou à vida, paga-se com esforço, com vontade.
    Falta o polegar no ar, as palavras a chamar o meio de transporte, o desejo de retornar. Custa, mas a permanência em lugares angustiados, amargurados não é a melhor.
    Coragem!
    E a luta compensará.
    Espero que tenha sido bom o Natal e que 2011 traga consigo uma esperança renascida, uma porta aberta e uma mão pronta para erguer quem se achou no chão.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. hi ! friend could we exchange link together?,hope it will be good if we can do here is mine:

    http://cambodiantoday.blogspot.com/
    thank for your kindness

    ResponderEliminar
  5. Adorei, alias adoro a forma como você escreve.
    Há alguns trechos que se encaixam direitinho no que ando sentindo. beijos =*

    ResponderEliminar
  6. Ás vezes ponho-me a pensar no que terá acontecido e vêm-me à cabeça mil e uma possibilidades... era seguidora assídua quando também tinha o meu blogue, até deixar de ter tempo para escrever... Depois disso continuei a passar aqui sempre que podia, até que as publicações começaram a ser mais espaçadas e depois deixaste de publicar... Passados quase 3 anos, na remota possibilidade de voltares e leres isto, fica a saber que era uma grande fã do teu blogue e ainda passo cá muitas vezes na esperança de alguma novidade... Espero que esteja tudo bem contigo

    ResponderEliminar