sábado, 14 de março de 2009

VII

Estou numa feira, ou algo do género. E digo-o porque a meu lado está uma enorme tenda branca onde, à entrada, enormes balões brancos se querem soltar pelo céu, impedidos por fitas vermelhas que alguém segura.
Não sinto a temperatura mas presumo que seja uma noite quente, pois todos vestem tshirts, calções, vestidos... Mas não consigo ver caras, só vejo corpos.
Passeio por lá e sento-me na relva, sozinho, a olhar para cima. As minhas pernas estão juntas e os meus joelhos bem próximos do meu peito. Eu aguardo algo, mas não sei o quê.
Subitamente, os balões soltam-se e vagueiam no ar captando toda a minha atenção. Vejo-os a dançar sem qualquer sentido, livres de tudo e sobre um lago, rebentando ao final de algum tempo. Um fogo de artifício magnífico; sem luzes e estrondo mas, com balões.
O último balão rebenta sobre mim, e o nó de borracha na sua extremidade, o resto do seu 'corpo', cai perto do meu lugar. Eu levanto-me.
Sinto-me sortudo sentindo aquele pedaço branco de algo na mão, e guardo-o no bolso. Em seguida, já de pé, parto à procura de algo, mas não sei o quê.
Vou olhando para todos os lados, andando calmamente e vendo gente à minha volta comer algodão doce e passear de mãos dadas. Vendo gente grande, pequena, de cabelos compridos, curtos... Mas não consigo definir caras.
Paro de repente e, frente a mim, está a única cara que consigo definir. Num vestido branco, os longos cabelos castanhos, os olhos esverdeados, iguais aos meus, os lábios finos e delicados, o peito saliente e aquela estatura que nunca consegui sequer comparar...
É ela! O amor da minha vida, o amor que perdi. A parte que me falta e a razão do meu vazio. A pessoa mais brilhante que um dia conheci.
Sinto que o tempo é presente, e não futuro ou passado. Sinto frio e calor, alegria e medo. Sinto tudo, e caminhamos mutuamente em direcção ao nosso encontro.
Ela diz-me "Dá-me apenas um abraço." e isso foi o suficiente para as lágrimas me darem sinal de si. "Eu odeio-te por tudo mas não consigo viver sem ti" - diz-me.
Sentamo-nos na areia, que antes era relva, e conversamos. Fazemos promessas e juras, falamos de qualquer coisa, sempre abraçados. Nunca nos largámos.
O lago torna-se mar, e o mar toca-nos com uma onda que sobe demasiado. Embate contra nós e levantamo-nos, dando final ao nosso abraço.
"Estás bem?" - pergunto-lhe.

Não obtive resposta, porque agora só vejo o meu quarto.
Estou de novo sozinho, no branco dos meus lençóis e das paredes ao meu redor. Confuso, diferente.
Apetece-me ligar-lhe, perguntar-lhe se ela também sonhou, se também sentiu o que eu senti! Ou apenas perguntar-lhe se está bem... Mas não posso fazê-lo.
Hoje não me apetece estudar, não me apetece ir trabalhar.
Hoje só vou largar um balão branco no céu.


(desculpem a ausência nos vossos blogs mas o meu tempo tem sido tão reduzido. Domingo estou livre, prometo visitar-vos)

29 comentários:

  1. não se preocupe, querido, compreendemos...

    é sempre um prazer estar com vc.

    aqui me presentar com um belo romance assim,
    na medida exata do amor,
    do gde amor!

    abç-te


    .

    ResponderEliminar
  2. Sonhos...
    Realidade...
    Viver...
    Esquecer!
    Ligar não ligar...
    O que fazer?

    Esperamos o tempo que for preciso...rsrsrs


    Beijos e carinhos!

    ResponderEliminar
  3. **UM PROJECTO QUE FAZ A DIFERNÇA* http://marca-a-diferenca.blogspot.com/
    Colabora...

    ResponderEliminar
  4. **UM PROJECTO QUE FAZ A DIFERNÇA* http://marca-a-diferenca.blogspot.com/
    Colabora...

    ResponderEliminar
  5. Obrigado pela visita, vim deixar um abraço com votos de um ótimo domingo.

    ResponderEliminar
  6. Já tenho saudades de quando eu também tinha esse tipo de sonhos e acordava confusa sem perceber muito bem onde estava.
    Novamente: A descrição que fizeste está fabulosa

    bjs

    ResponderEliminar
  7. a minha dúvida persiste :{

    gosto de ler!

    :))

    ResponderEliminar
  8. Obrigada pela visita.

    Uma ótima semana pra vc.

    beijooo.

    ResponderEliminar
  9. Pelo menos você está sonhando com dias melhores, sendo que espero que fiquem realmente melhores ainda...

    Fique com Deus, pessoal L. Malloy.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  10. espero sinceramente que o sonho se torne realidade. Espero que fiques bem. Espero que fiquemos todos bem.
    Um grande beijo

    ResponderEliminar
  11. Q bom q vc voltou a postar! =)
    Adoro passar aki pq td q leio, eu fico a imaginar a cena...
    Sonhar é sempre bom!

    Bjos!
    =**

    ResponderEliminar
  12. Estive a ler alguns comentários de há algum tempo atrás lá no meu canto e deparei-me com um "apelo": "acompanha meu Blog", mais ou menos assim.!
    Hoje e neste momento aqui estou para lhe dizer que gostei muito do que escreve! Comoveu-me.
    E também, se me permite um conselho: não aprisione o amor que está latente no seu coração e seja feliz!
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  13. Tão belo e expressivo este texto! Um sonho, ai se não tivessemos de acordar quão bons seriam alguns dos nossos sonhos, como esse foi, pelo menos ao recordar a pessoa por quem se sente um amor tão grande. Muito bonito mesmo. Mas com o tempo uma pessoa aprende a lidar com a saudade, por momentos, mesmo que por momentos. Espero que esse balão tenha atingido os céus apesar das adversidades. Força.

    ResponderEliminar
  14. Ola:DD
    Por vezes quando estamos apaixonados, tudo o que vemos à nossa frente é o nosso amor, pode ser a pessoa ,mais feia, mais mal humurada, chata do mundo, mas nos teus olhos é a pessoa mais linda do mundo, e isto tudo faz-te voar para outros mundos, onde tudo é perfeito, mas sabes muito bem, que tudo isto acaba!
    Beijo e não tenhas medo de lhe dixer o que sentes por ela.

    ResponderEliminar
  15. Acredito que não foi por acaso que o teu blogue me apareceu, pois acredites ou não as lágrimas apareceram a ler o que escreveste, talvez por me identificar de certa maneira com as tuas palavras. Amor eterno esse.

    bjo e parabéns :)

    ResponderEliminar
  16. Os sonhos fazem-nos querer permanecer neles. São tão reais... *

    ResponderEliminar
  17. Olá,

    Tu pediu para te acompanhar e estou te acompanhando anonimamente, mas gostaria que tu fosse no meu Blog também nem que seja para dar um oi ok?

    Abraços.

    ResponderEliminar
  18. Acho que devias mesmo ligar-lhe, acho que não devias desistir, porque as vezes só ganhamos coragem para arriscar quando é tarde de mais...
    Adoro passar aqui para ler os teus posts.Continua a escrever estes texto fantásticos que eu continuarei a visitar-te para os ler!

    Beijo

    ResponderEliminar
  19. sonhar é tudo de bom
    ruim é essa realidade!
    dura do dia dia
    adoro esse romantismo seu!
    bjs!

    ResponderEliminar
  20. Páscoa é tempo de Amor,
    de família e de Paz…
    É tempo de agradecermos
    discretamente
    por tudo que temos
    e por tudo que teremos.

    Páscoa é um sentimento
    nos nossos corações
    de esperança e fé e confiança.
    É dia de milagres;
    é dia dos nossos sonhos parecerem
    estar mais perto,
    tempo de retrospecção
    por tudo que tem sido
    e uma antecipação de tudo que será.
    E é hora de lembrar
    com amor e apreciação
    as pessoas em nossas vidas
    que fazem diferença…

    Feliz Páscoa.

    beijooo.

    ResponderEliminar
  21. Tempo de sonhar...
    tempo de meditar...

    Uma doce Páscoa e um beijinho.

    ResponderEliminar
  22. Hesitar entre o que se deve ou não fazer é uma tortura...pelo sim,pelo não ,o melhor é agir!
    Há riscos que valem a pena correr...

    Boa Páscoa

    ResponderEliminar
  23. Sonhar, e acordar para a realidade dura...
    ai s epudéssemos continuar nossos sonhos,de onde paramos..
    Volte!
    Abraços

    ResponderEliminar
  24. porque deixaste de escrever? não vale :(

    ResponderEliminar
  25. Honestamente, foi melhor você ter acordado. Sonhar é uma qualidade humana que nos revela trilhas escondidas, razões ocultas. Mas também pode ser uma prisão, encobrindo nossos olhos para a realidade, nos fazendo andar em círculos, como um louco dentro de um quarto acolchoado.

    Às vezes o melhor é acordar. Deixar de lado essas bobagens e coisas frufrus. A vida está lá fora, quem apenas sonha não vive. É poético ou bonitinho dizer o contrário, mas desejar isso, francamente, é uma tolice.

    Sonhar com dias melhores não garante que eles venham, aliás, até dificulta, ou quem sabe impossibilita. É preciso acordar, jogar-se na realidade e no mundo, para poder viver. Ou morrer tentando.

    ResponderEliminar