quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Sinopse de soma

"Ouve, amor. Olha as minhas palavras, e lê cada rima e cada verso que te dedico e explora cada sílaba. Que 'dom'? Que 'dádiva'? Nenhuma, meu amor, nenhuma. É pura paixão; paixão que não toca a todos, paixão que me tocou a mim.
E que outro ser te as dedica? Que outro homem te as oferece de bom e apaixonado grado quanto eu? E não são meros versos, amor, não são. Juro-te sabores em cada palavra, dos que me deste a provar assim que raios de Sol se soltaram sobre ti e me fizeram sentir algo que jamais esquecerei: o amor. E por isso te denomino de "amor", meu amor; porque tu és a mesma imagem que nasce no meu pensamento assim que me falam desse sentimento.
Mas cuidados, meu bem, cuidados são tão necessários neste jogo... Ignorantes os que pensam saber amar à priori! Estúpidos os que pensam que amor se rege de flores e perfumes, de prendas e passeios pela praia. Tolos os que se gabam de amar, sem ninguém terem amado ainda...
A dor, esse fogo que queima. A distância, as palavras que ferem, os gestos que atraiçoam. Os gritos, as lágrimas, o desespero da Vida! As nódoas que, de negro, nos mancham a pele. Um preço tão injusto por algo tão puro, tão divino.
Mas que me rasguem a pele de mentiras e farsas, Que me espanquem com palavras sujas de ódio, imundas de vingança, Que me prendam aos espinhos do venenoso ciume, Que me... amor, Que me matem! Que eu pago de peito em sangue, ausente de forças num corpo transpirado de dor, ardendo em pânico. Só para te amar mais um dia."

- da minha autoria.

29 comentários:

  1. Que intenso! Repleto de sentimento.
    Gostei muito.

    =D

    ResponderEliminar
  2. Obrigado pelo carinho...
    Cada vez que navego por aki amo mais o teu espaço...teus textos...
    Parabéns!!!
    beijos

    ResponderEliminar
  3. Escreves de uma forma que me deixa presa a ler os teus textos.
    Parabéns

    ResponderEliminar
  4. pronto... só posso dizer que está óptimo :)

    mas "da minha autoria" e sentido, certo?

    *

    ResponderEliminar
  5. Vamos dizer que está no caminho certo pessoa L. Malloy, mas o negocio que o amor não precisa tão sofrido, pelo menos não todas as vezes, está bem?

    Fique com Deus, pessoa L. Malloy.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  6. Bem nem imaginas o que senti hoje ao ler isto.. como me identifiquei com cada palavra.. e aqui fica escrito, que vou ter de publicar este mesmo texto no meu blog.. importaste?

    Claro que devidamente linkado do teu.. mas apenas porque define-me tao bem o meu estado de espirito que tem mesmo de ser..

    Caso nao te agrade.. diz-me (por comentario) que logo o retirarei de lá..

    E um muito obrigada por estas palavras..

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  7. Prontinho :)
    Acompanhe o meu também ^^
    Onde viu o meu blog?
    Kissus :*

    ResponderEliminar
  8. passaste a bocado no meu cantinho pa me pedires pa me tornar tua seguidora. aqui estou eu!

    bonito texto
    e obrigada pela visitinha

    ResponderEliminar
  9. Não é qualquer água qwue sacia a sede do amor.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  10. É a primeira vez que visito o teu blog, mas deixa-me dar-te os parabéns! Escreves muito, muito bem :)
    xoxo
    Su

    ResponderEliminar
  11. Belas palavras sem dúvida alguma :)

    bjs

    ResponderEliminar
  12. Adorei...adorei adorei...
    palavras p k???
    elas tao tds nexe text..
    bjs bjs

    ResponderEliminar
  13. Acompanho...
    Passa lá... eu passo aqui...
    Se gostar você continua passando lá...
    Se eu gostar, continuo passando aqui...
    Assim que funciona rs...
    Abraço...

    ResponderEliminar
  14. Nossa, estou "pelejando" para me curar de tanta paixão e lá vem vc com mais paixão! rs
    Assim eu vou ser hospitalizada...rs
    Esses amores loucos acaba com a gente!


    Beijos avassaladores!

    ResponderEliminar
  15. Ah, o amor... Cada um vive do seu. O amor que cada um se diz sentir é único e diferente dos outros. A gente ama com uma tonalidade diferente.

    O amor, a paixão... Eles são como as cores!

    Obrigado pela visita ao meu blog.

    =)

    ResponderEliminar
  16. Parabéns pela tua postagem sempre que eu puder venho no teu Blog.

    Abraços e uma ótima quinta-feira.

    ResponderEliminar
  17. É para dar nota que estive aqui. Não sei se gostaste do meu espaço, porque não disseste nada. Eu digo que gostei da maneira como escreves...
    :)
    António

    ResponderEliminar
  18. Arrebatador e intenso! Para uma primeira visita... um bonito texto..parece-me bem! Continua...

    ResponderEliminar
  19. Que forma de amar tão excessiva!!!!!!!!!!!!!!tão

    forte... pelo menos nas palavras!!!!!!!!!!!!!!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  20. Fico feliz que possas amar assim, e duplamente feliz por eu mesmo já não poder mais!

    ResponderEliminar
  21. É verdade que muitos julgam amar quando na verdade não amam, mas nota-se esse sentimento tão forte implicito na escrita, na forma das palavras. E de acordo com o que eu penso, o amor pedura para além da vida, como tal, não é necessário morrer para amar, nem que seja uma vez mais, uma pessoa, pois esse sentimento nunca se desvanece.

    ResponderEliminar
  22. Nem tenho palaras! É o tipo de texto que me deixa presa e que poderia passar o dia inteiro a ler.
    Muitos parabens, escreves muito bem.

    Visita o meu. Bj

    ResponderEliminar